A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo. Esta é a lida do Promotor de Justiça: lutar pela construção contínua da cidadania e da justiça social. O compromisso primordial do Ministério Público é a transformação, com justiça, da realidade social.


Pesquisar Acervo do Blog

Seguir por E-mail

Seguidores

11 de março de 2008

REVISTA CRIMINAL – ENSAIOS SOBRE A ATIVIDADE POLICIAL


Chegou recentemente ao mercado editorial mais uma revista. É a Revista Criminal — ensaios sobre a atividade policial, publicada pela Editora Fiuza em parceria com o Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Estado de São Paulo (SINDPFSP).

A publicação se destina a estudantes, professores, advogados, peritos, policiais, promotores, juízes, sociólogos e os demais profissionais e estudiosos da segurança pública. Ela é trimestral e distribuída para bibliotecas, universidades e formadores de opinião.

No primeiro volume, que saiu no final do ano passado, foram publicados artigos sobre os seguintes temas: sonegação fiscal, foro por prerrogativa de função; Direito Penal, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, videoconferência, questão penitenciária, controle externo da atividade policial, aquisição da nacionalidade brasileira, interceptação telefônica e corrupção. A publicação tem o delegado da Polícia Federal Rodrigo Carneiro como parte do conselho editorial. O presidente do conselho editorial é também delegado da PF – Carlos Eduardo Pellegrini Magro.

Interessados podem enviar artigos para serem publicados. Basta encaminhar o texto para o e-mail revistacriminal@sindpfsp.org.br. Para saber mais sobre a revista, clique aqui.

Um comentário:

manoellimoeiro544 disse...

Parabéns DR. pelo o seu blog. O Ministério Público Estaduais e Federal, no meu entender é o gradião da "Constituição Federal" e o fiscal da lei, e o defesor da sociedade. Eu, faço apelo ao "Congresso Ncional" que elebore projeto de lei para dar poderes ao Ministerio Público Estadual e Federal, fiscalizar as entidades do País. São mais de 275 mil entidades no país, imginamos como essas entidades trabalham em beneficios do povo. Eu, por exemplo: já fiz noticia crime sobre uma associação do meu Bairro. E a minha existencia foi tão grande quanto o coso omisso que hoje respondo processo no justiça Estadual processo nº 001.2004.001223-0 na Vara dos Crimes contra Administração Pública e a Ordem Tributária. nos autos existem peças documentais com rasura do livro de ata apagados com corretivo, e ainda um abaixo-assinado com aproximadamente 300 assinaturas dos moradores. A noticia crime o ministerio público Estadual, requesitou um inquerito na Delegacia Especializada. E 75 % dos documentos originais não foram investigado pela Policia Civil. Até quando o nosso país, vai conviver com a impunidade que geram violência. Mais com muita calma vou provar que a minha noticia crime tem fundamentos. Um abraço de: Manoel Limoeiro de: Recife-PE. E-mail: manoeljs127773997@hotmail.com

Postar um comentário

Atuação

Atuação

Contra a Corrupção

Dicionário

iDcionário Aulete

Cartilha do Jurado

Cartilha do Jurado
Clique na imagem. Depois de aberta, clique na parte inferior direita para folhear.

Você sabia?

Você sabia?

Paradigma

O Ministério Público que queremos e estamos edificando, pois, com férrea determinação e invulgar coragem, não é um Ministério Público acomodado à sombra das estruturas dominantes, acovardado, dócil e complacente com os poderosos, e intransigente e implacável somente com os fracos e débeis. Não é um Ministério Público burocrático, distante, insensível, fechado e recolhido em gabinetes refrigerados. Mas é um Ministério Público vibrante, desbravador, destemido, valente, valoroso, sensível aos movimentos, anseios e necessidades da nação brasileira. É um Ministério Público que caminha lado a lado com o cidadão pacato e honesto, misturando a nossa gente, auscultando os seus anseios, na busca incessante de Justiça Social. É um Ministério Público inflamado de uma ira santa, de uma rebeldia cívica, de uma cólera ética, contra todas as formas de opressão e de injustiça, contra a corrupção e a improbidade, contra os desmandos administrativos, contra a exclusão e a indigência. Um implacável protetor dos valores mais caros da sociedade brasileira. (GIACÓIA, Gilberto. Ministério Público Vocacionado. Revista Justitia, MPSP/APMP, n. 197, jul.-dez. 2007)