A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo. Esta é a lida do Promotor de Justiça: lutar pela construção contínua da cidadania e da justiça social. O compromisso primordial do Ministério Público é a transformação, com justiça, da realidade social.


Pesquisar Acervo do Blog

Seguir por E-mail

Seguidores

4 de outubro de 2007

Novidade: vale a pena ter e ler


"Reúne a obra todas as características que marcam um trabalho do gênero: pureza e clareza de linguagem, precisão dos conceitos, orientação metodológica, qualidade e atualização da bibliografia referida. Assim, por várias razões, autor e editora vão receber, seguramente, merecidos e eloqüentes aplausos. De minha parte, como apresentadora, poderia destacar cada um dos diferentes recursos, de forma e de conteúdo, que valorizam o trabalho, como, verbi gratia, a introdução histórica do instituto em apreço e sua apreciação à luz do direito comparado. Limito-me, porém, aqui, a enaltecer somente a adequada abrangência da obra. Nada de importante ficou fora, como nada de supérfluo ocupou espaço. Tudo foi contemplado na justa medida". Maria Vital da Rocha

"A fama de bom professor de FERNANDO ANTÔNIO NEGREIROS LIMA transpassou as fronteiras do estado do Ceará. Conhecer a sua obra apenas ratificou as informações prestadas por terceiros, a de que nos encontramos diante de profissional não apenas qualificado, mas cônscio da importância do operador do direito como instrumento de transformação social". Misael Montenegro Filho


Sobre o autor:

FERNANDO ANTÔNIO NEGREIROS LIMA - Procurador da República desde 1989, tendo atuado no Maranhão, em São Paulo, em Tocantins, no Piauí e no Ceará. Coordenador do Núcleo Cível da PR no Ceará. Foi Promotor de Justiça no Ceará (1.º lugar no concurso) de 1984 a 1989. Foi Procurador Regional Eleitoral ao longo de 10 anos, no Maranhão e no Piauí. Foi Procurador Regional dos Direitos do Cidadão no Piauí. Foi Procurador-Chefe da República no Piauí. Mestre em Direito Constitucional (UFC - 2004). Especialista em Processo Civil (Unifor - 2002). Graduado em Direito (UFC) em 1983. Professor de Teoria Geral do Processo e de Processo Civil (graduação e pós-graduação) na Faculdade Sete de Setembro e de Processo Civil (graduação e pós-graduação) na Faculdade Farias Brito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atuação

Atuação

Contra a Corrupção

Dicionário

iDcionário Aulete

Cartilha do Jurado

Cartilha do Jurado
Clique na imagem. Depois de aberta, clique na parte inferior direita para folhear.

Você sabia?

Você sabia?

Paradigma

O Ministério Público que queremos e estamos edificando, pois, com férrea determinação e invulgar coragem, não é um Ministério Público acomodado à sombra das estruturas dominantes, acovardado, dócil e complacente com os poderosos, e intransigente e implacável somente com os fracos e débeis. Não é um Ministério Público burocrático, distante, insensível, fechado e recolhido em gabinetes refrigerados. Mas é um Ministério Público vibrante, desbravador, destemido, valente, valoroso, sensível aos movimentos, anseios e necessidades da nação brasileira. É um Ministério Público que caminha lado a lado com o cidadão pacato e honesto, misturando a nossa gente, auscultando os seus anseios, na busca incessante de Justiça Social. É um Ministério Público inflamado de uma ira santa, de uma rebeldia cívica, de uma cólera ética, contra todas as formas de opressão e de injustiça, contra a corrupção e a improbidade, contra os desmandos administrativos, contra a exclusão e a indigência. Um implacável protetor dos valores mais caros da sociedade brasileira. (GIACÓIA, Gilberto. Ministério Público Vocacionado. Revista Justitia, MPSP/APMP, n. 197, jul.-dez. 2007)