A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo. Esta é a lida do Promotor de Justiça: lutar pela construção contínua da cidadania e da justiça social. O compromisso primordial do Ministério Público é a transformação, com justiça, da realidade social.


Pesquisar Acervo do Blog

Seguir por E-mail

Seguidores

27 de abril de 2010

A certeza da morte


Única certeza da vida é que um dia você vai morrer
Autor: SHIELDS, DAVID
Editora: INTRINSECA
Ano: 2010
Saiba mais, clicando aqui.

Fascinado e às vezes irritado com o otimismo e a vitalidade sobre-humana de seu pai de, então, 97 anos, David Shields faz uma investigação sobre nossa condição biológica. Este livro é uma meditação pessoal sobre a mortalidade, e explora nossa existência de 'carne e osso' do berço ao esquecimento. Shields investiga os 'fatos' da vida desde a gestação e oferece ao leitor uma perspectiva diferente do ser humano, ao lançar uma, também diferente, visão a respeito da infância, da adolescência, da juventude, da meia-idade e da terceira idade. Combina tudo isso com dados biológicos, fragmentos filosóficos e culturais e citações de autores e de pensadores que vão de Lucrécio a Woody Allen. O resultado é um tour pela história de nosso corpo físico, e resulta em um retrato de três gerações de uma família. A narrativa de 'A única certeza da vida é que um dia você vai morrer' leva o leitor a contemplar a brevidade e o brilho da própria passagem pela Terra, e o desafia a pensar sua vida de uma forma inesperada e original. Clique aqui para ler um trecho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atuação

Atuação

Contra a Corrupção

Dicionário

iDcionário Aulete

Cartilha do Jurado

Cartilha do Jurado
Clique na imagem. Depois de aberta, clique na parte inferior direita para folhear.

Você sabia?

Você sabia?

Paradigma

O Ministério Público que queremos e estamos edificando, pois, com férrea determinação e invulgar coragem, não é um Ministério Público acomodado à sombra das estruturas dominantes, acovardado, dócil e complacente com os poderosos, e intransigente e implacável somente com os fracos e débeis. Não é um Ministério Público burocrático, distante, insensível, fechado e recolhido em gabinetes refrigerados. Mas é um Ministério Público vibrante, desbravador, destemido, valente, valoroso, sensível aos movimentos, anseios e necessidades da nação brasileira. É um Ministério Público que caminha lado a lado com o cidadão pacato e honesto, misturando a nossa gente, auscultando os seus anseios, na busca incessante de Justiça Social. É um Ministério Público inflamado de uma ira santa, de uma rebeldia cívica, de uma cólera ética, contra todas as formas de opressão e de injustiça, contra a corrupção e a improbidade, contra os desmandos administrativos, contra a exclusão e a indigência. Um implacável protetor dos valores mais caros da sociedade brasileira. (GIACÓIA, Gilberto. Ministério Público Vocacionado. Revista Justitia, MPSP/APMP, n. 197, jul.-dez. 2007)