A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo. Esta é a lida do Promotor de Justiça: lutar pela construção contínua da cidadania e da justiça social. O compromisso primordial do Ministério Público é a transformação, com justiça, da realidade social.


Pesquisar Acervo do Blog

Seguir por E-mail

Seguidores

3 de janeiro de 2008

Dica de Livro



Finanças Públicas - 3º Edição
Teoria e Prática no Brasil
Ana Cláudia Além Fabio Giambiagi
Editora Campus Elsevier
Lançado em 21/11/2007
528 pág.
Cód: 9788535228830
ISBN: 978-85-352-2883-0

As atividades e as decisões governamentais são determinantes fundamentais da estabilidade, do crescimento econômico e do bem-estar social. Quais são estas atividades e decisões? Como elas afetam o comportamento da economia? Que princípios devem guiar as ações governamentais? São estas perguntas que todo cidadão faz, que afetam a vida cotidiana de todas as pessoas e que Fabio Giambiagi e Ana Cláudia Além respondem de forma clara e precisa neste livro-texto.


Finanças Públicas vem preencher uma grande lacuna sentida por todos os estudantes brasileiros de finanças públicas. É também texto de leitura obrigatória para todos os professores, pesquisadores universitários, economistas e demais técnicos que militam nesta área nos governos.


Também para o público em geral interessado no tema, o material será um texto de consulta fundamental. Não tenho dúvidas de que este livro muito contribuirá para melhorar a qualidade da gestão pública no Brasil.


O livro parte de uma resenha da teoria das finanças públicas e dos conceitos básicos relevantes para o caso brasileiro; faz um apanhado histórico-institucional e analítico dos principais problemas fiscais das últimas décadas no Brasil; e discute questões relevantes, como o sistema tributário, a situação da Previdência Social, a dinâmica da dívida pública, o federalismo e outros temas.


A maioria dos livros didáticos de autores nacionais é uma síntese de textos estrangeiros, com alguns exemplos do Brasil. Este livro tem a rara e notável característica de ser genuinamente brasileiro. Nele se discutem questões de finanças públicas que levam em conta as instituições do país, além de incluir uma ampla fundamentação empírica.


O livro analisa questões concretas de forma didática, utilizando a teoria e os instrumentos analíticos para estabelecer um perfeito equilíbrio e integração entre a teoria e a realidade.


Os autores prestam um enorme serviço ao país, colocando à disposição do público os seus conhecimentos acumulados como professores e pesquisadores. Eu recomendo a leitura deste livro a todos aqueles que tiverem interesse na área das finanças públicas brasileiras.


“A excelente obra de Fabio Giambiagi e Ana Cláudia Além é sólida em teoria e rica na exposição de distintos aspectos do setor público brasileiro: evolução, complexidade e desafios. Somente alguém com o conhecimento e a experiência dos autores conseguiria produzir mais do que um livro-texto. Trata-se também de um inestimável arsenal de informações que interessam a todos.” Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda


“Divergências à parte a respeito de certos pontos e interpretações, os autores organizam bem as informações e colocam com clareza os temas relevantes da agenda das finanças públicas brasileiras a partir dos anos 1980. O livro será muito útil para os cursos de economia. Os autores estão desafiados a atualizá-lo, de tempos em tempos.” Luciano Coutinho, UNICAMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atuação

Atuação

Contra a Corrupção

Dicionário

iDcionário Aulete

Cartilha do Jurado

Cartilha do Jurado
Clique na imagem. Depois de aberta, clique na parte inferior direita para folhear.

Você sabia?

Você sabia?

Paradigma

O Ministério Público que queremos e estamos edificando, pois, com férrea determinação e invulgar coragem, não é um Ministério Público acomodado à sombra das estruturas dominantes, acovardado, dócil e complacente com os poderosos, e intransigente e implacável somente com os fracos e débeis. Não é um Ministério Público burocrático, distante, insensível, fechado e recolhido em gabinetes refrigerados. Mas é um Ministério Público vibrante, desbravador, destemido, valente, valoroso, sensível aos movimentos, anseios e necessidades da nação brasileira. É um Ministério Público que caminha lado a lado com o cidadão pacato e honesto, misturando a nossa gente, auscultando os seus anseios, na busca incessante de Justiça Social. É um Ministério Público inflamado de uma ira santa, de uma rebeldia cívica, de uma cólera ética, contra todas as formas de opressão e de injustiça, contra a corrupção e a improbidade, contra os desmandos administrativos, contra a exclusão e a indigência. Um implacável protetor dos valores mais caros da sociedade brasileira. (GIACÓIA, Gilberto. Ministério Público Vocacionado. Revista Justitia, MPSP/APMP, n. 197, jul.-dez. 2007)